Origens
GEES
O termo "Engenharia de Sistemas" parece ter se originado na década dos 1940, dentro dos Bell Telephone Laboratories, já dotado do sentido que é atualmente consagrado, designando a área de conhecimento que lida com os aspectos de sistematização e validação do projeto de sistemas tecnológicos de elevada complexidade (no sentido de agregarem um elevado número de sub-sistemas de diferentes níveis lógicos). Embora o primeiro curso de graduação em Engenharia de Sistemas tenha surgido no Canadá ainda na década de 1960, na Universidade de Waterloo (o curso se denominava "Engenharia de Projeto de Sistemas"), o início efetivo da preocupação com a formação de Engenheiros de Sistemas, como demanda sistemática de setores industriais de alta tecnologia, pode ser identificado no ano de 1989, quando a Universidade da Califórnia em San Diego sediou um encontro com representantes do governo americano e de algumas das principais empresas industriais daquele país.

Esse encontro originou a formação de um grupo de estudos que iria propor medidas para lidar com a escassez de profissionais com tal formação nos Estados Unidos, que foi considerada um problema estratégico que poderia comprometer a competitividade da economia americana. Um segundo encontro no ano seguinte foi sediado pela empresa Boeing, em Seattle. Em 1991, a IBM se encarregou de organizar um terceiro evento. Como resultado, foi criada em 1991 uma associação profissional, o NCOSE (National Concil on Systems Engineering), posteriormente transformado em INCOSE (International Concil on Systems Engineering).

Essa associação, em estreita colaboração com órgãos governamentais e com a indústria, articulou esforços para que instituições de ensino superior passassem a fornecer uma formação específica nesse novo ramo da Engenharia. O esforço foi bem sucedido, tendo resultado hoje em 70 programas de graduação ou mestrado em Engenharia de Sistemas nos Estados Unidos, incluindo algumas das principais universidades daquele país: MIT, Stanford, Virginia Polytechnic, Univ. Southern California, Univ. Michigan-Dearborn, Univ. Florida, Penn State, Georgia Inst. Tech., Cornell, etc. Esse movimento de criação de cursos de Engenharia de Sistemas teve reflexo também em diversos outros países industrializados.
novidades
Cadastre-se e receba novidades sobre o curso em seu e-mail
perguntas
Bom dia,
após me formar nesse curso posso fazer engenharia civil? Me acrescentaria alguma coisa na civil fazer esse curso?
Posso ...
Pode sim, mas os cursos são bem diferentes, em sua formação. Explicarei adiante como eles se interligam. Ao cursar engenharia de ...